Durante este ano, assinalarei aqui acontecimentos importantes do reinado de Dom Dinis, à medida que forem acontecendo os respetivos aniversários, assim como transcreverei excertos do meu romance sobre o Rei Lavrador.

04
Jan 16

Vila_Real_brasão.gif

 

 

 

Wikipedia

 

 

 

 

 

 

Faz 727 anos que Dom Dinis fundou a Vila Real (hoje, cidade), logo lhe concedendo foral. Na medieval terra de Panóias, existia uma outra cidade, Constantim, que acabou por decair. O pai de Dom Dinis, Dom Afonso III, tentou desenvolver a região, concedendo foral e direitos reais sobre a terra de Panóias, mas o povoamento não se deu. Dom Dinis empenhou-se em renovar o malogrado plano, e fundou aquela que se tornaria uma grande cidade.

Vila Real.jpg

 

 

 

Vila Real

 

 

 

À altura da sua fundação, Vila Real foi doada a Dona Isabel.

 

Hoje verifica-se igualmente o 768º aniversário da morte do rei Dom Sancho II, tio de Dom Dinis, no seu exílio em Toledo.

Sancho II.jpg

 

 

 

Dom Sancho II

 

 

 

 

Incapaz de impor a ordem no reino, Sancho II foi afastado do trono pelo seu irmão mais novo Afonso. O caos que se verificava em Portugal levou uma delegação portuguesa a França, onde vivia o infante Dom Afonso, feito conde de Bolonha, por casamento com Matilde de Bolonha. A delegação portuguesa, composta de clérigos e nobres, foi pedir ao conde de Bolonha que intercedesse na situação portuguesa, exigindo justiça e a imposição da ordem no reino. Jurou-lhe obediência, em Paris, a 6 Setembro de 1245, depois de, a 24 de Julho, o papa Inocêncio IV ter emitido a bula Grandi non immerito, que ditara a deposição de Sancho II, aí considerado rex inutilis.

Afonso III.jpg

 

 

Dom Afonso III, na Viagem Medieval da Terra de Santa Maria 2015

 

 

 

O futuro rei Dom Afonso III jurou respeitar as liberdades da Igreja, mas, durante o seu reinado, envolveu-se numa série de conflitos com o clero, que culminaram com o interdito em Portugal, lançado pelo papa Alexandre IV em Maio de 1255. Este papa também acusou Afonso III de adultério e incesto, numa bula de Abril de 1258, exigindo a restituição do dote a Matilde de Bolonha, a consorte ignorada pelo rei português, que casara entretanto com Beatriz de Castela, filha de Afonso X o Sábio. A situação era complicada, mas Matilde acabou por morrer ainda nesse ano de 1258.

publicado por Cristina Torrão às 15:04

Bocadinhos de história!
Inês a 4 de Janeiro de 2016 às 15:06

É verdade, Inês! Penso fazerem falta, devíamos explorar melhor a nossa história.

Andanças Medievais
O meu outro blogue Andanças Medievais A minha página no Facebook Andanças Medievais
Informação
As minhas informações sobre Dom Dinis são baseadas na biografia escrita pelo Professor José Augusto de Sotto Mayor Pizarro (Temas e Debates 2008)
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

17
18
19
20
22
23

24
26
28
29

31


pesquisar
 
Viagem Medieval
O reinado de Dom Dinis é o tema da próxima Viagem Medieval em Terra de Santa Maria
mais sobre mim
Vamos salvar o túmulo do rei D. Dinis
Uma página do Facebook que alerta para a necessidade de se restaurar o túmulo de Dom Dinis no mosteiro de Odivelas.
História
Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.
«O passado dos homens não foi só a sua vida pública. Foi também o jogo ou a luta de cada dia e aquilo em que eles acreditaram», Prof. José Mattoso
Que a História também dos fracos reze!
Não há História verdadeira sem a versão dos vencidos.
blogs SAPO